Casa JCC

JCC

A casa JCC é um projeto residencial para o interior do município de Estrela, RS. Trata-se de um projeto para a construção de uma casa essencialmente focada em aspectos do funcionamento cotidiano dos proprietários. Uma arquitetura que se pretende sóbria e neutra, sem excessos e sem floreios. O projeto também conta com estratégias para o aprimoramento futuro da edificação. Isso porque ele já foi pensado considerando a instalação futura de equipamentos de captação de energia solar , de coleta e reutilização das águas da chuva e implementação de automação residencial, itens que embora ainda não sejam uma realidade corriqueira no Brasil, já foram pensados na fase de projeto para que não se precise realizar adaptações futuras. Confira abaixo, parte do processo de criação deste projeto.

Condicionantes

jcc_d_1

O terreno está situado em um ambiente rural, com muitas árvores e de topografia levemente acidentada, ou seja, com um leve desnível. Além disso, o acesso ao terreno se dá por sua borda oeste, através de uma estrada de chão batido. Afim de evitar parte do pó que poderia ser gerado pelo tráfego de veículos na estrada, juntamente com a intenção de captar maior incidência solar, as aberturas nas fachadas da edificação foram voltadas a norte e leste, com algumas fenestrações na fachada sul para entrada de luz indireta e aproveitamento de visuais para uma área que continha um pequeno bosque.

O programa de necessidades

A casa deveria ter espaço de garagem para dois veículos, sala de estar/jantar, cozinha, lavanderia, escritório(home office), lavabo, um banheiro social e dois quartos, sendo um deles, uma suíte. Além disso, o programa contou com uma especie de pub particular, que seria um espaço para confraternização e produção de cerveja artesanal, um dos hobbies dos proprietários.

A solução formal adotada

Após uma análise das condicionantes seguida por uma entrevista com os clientes, partimos da criação de um bloco retangular puro, que foi dividido em dois blocos: o íntimo (em vermelho – ver gif), situado ao norte; e o social (em amarelo – ver gif) ao sul. No bloco íntimo, foram situados os dormitórios e banheiros sanitários privados. No bloco social, foram dispostas as funções sociais (sala de estar/jantar, lavabo social e cozinha) e de serviços(garagem, depósito e lavanderia). Afim de melhor adaptar a edificação ao terreno, optou-se por trabalhar em dois pavimentos adicionando um bloco inferior que funciona também como muro de arrimo. Nesse bloco, dispomos o pub, com acesso por fora, tendo uma conexão interna com o bloco superior. Dessa forma, criamos uma certa independência do pub/bar em relação a casa, podendo este ser utilizado quando a casa estiver fechada.

Diagrama compositivo
Diagrama compositivo

O Projeto

A organização do espaço ficou disposta da seguinte maneira:

Planta Térreo
Planta do Pavimento Térreo

No bloco social

Sala de jantar/estar/cozinha integrados em um grande ambiente. As zonas de áreas molhadas foram agrupadas em dois pontos: num ponto, lavabo+lavanderia+cozinha e no outro, banheiros. Um aspecto a ser considerado aqui é o da disposição da lavanderia relacionada à garagem, em vez de estar localizada perto da cozinha, como é de costume ver em alguns projetos. Quando a lavanderia está interligada à cozinha, misturamos duas funções que devem estar separadas. Misturamos roupa suja e produtos de limpeza (tóxicos) com alimentos que iremos ingerir.

No bloco íntimo

Dormitórios voltados para norte com janelas providas de persianas para controle de incidência solar. As janelas do escritório para o acesso principal garantem que se possa haver um controle visual de quem se aproxima da casa. A disposição dos banheiros recuados da fachada, criando um nicho que é fechado com um painel venezianado na frente, é uma estratégia que já havíamos utilizado em outros projetos e que funciona muito bem. Além de dar uma certa intimidade aos banheiros, que por sua vez podem ter janelas maiores, cria um espaço protegido para a instalação dos aparelhos de ar condicionado, que não ficam aparentes na fachada.

planta subsolo
planta do Pub/bar

Na planta do pub/bar, utilizamos a própria churrasqueira como apoio para o volume superior, cuja projeção cria uma área aberta e coberta para as confraternizações.

Imagens

Acesso principal
Acesso principal

Devido a sua localização afastada do centro, com poucas possibilidades de transporte público, concluímos que o maior número de acessos à casa será pela porta da garagem. Dessa forma, agrupamos a porta da garagem e a porta de acesso principal de pessoas em um único painel de madeira, emoldurado por um pórtico de concreto e alvenaria aparente, que cria uma área aberta coberta protegida da chuva. Além disso, a moldura avança e indica a direção do acesso aos fundos da casa. A intenção disso é a de criar uma mesma identidade para os acessos à casa, sem hierarquizar um único acesso. O apoio e borda final da moldura guarda os controladores de luz e água, além de comportar um espaço para guardar mangueira e ferramentas de jardinagem (aqui me refiro a parede de de tijolos aparentes).

Acesso ao bar/pub
Acesso ao bar/pub
Fachadas oeste e sul
Fachadas oeste e sul
Acesso ao pub
Acesso ao pub

Projeto: Marcos Britto e Márcio Braun

Imagens: Marcos Britto

Please follow and like us:
0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *